Descobertas 21 expressões faciais diferentes!!!
1 de Abril de 2014

Em artigo publicado no site uol.com.br, cientistas comentam pesquisa, em que computadores puderam reconhecer 21 expressões faciais diferentes e complexas! Segundo eles, essas 21 categorias de emoções são expressas, praticamente, por todas as pessoas, da mesma maneira, com a utilização dos mesmos músculos faciais, pelo menos na cultura ocidental.

Sem dúvida, essa pesquisa será de grande ajuda, no futuro, para o diagnóstico e tratamento de transtornos do comportamento, conforme aponta o artigo. Sem dúvida, também, é um alerta para as múltiplas possibilidades de fazermos rugas e marcas que irão contribuir para o nosso envelhecimento facial.

A proposta da terapia fonoaudiológica em Estética Facial é promover a reorganização das funções dos músculos faciais. Assim, é possível expressar suas emoções sem contribuir para seu envelhecimento. Dê uma olhada nas fotos acessando o link.

“Projeto de lei do “teste da linguinha” opõe pediatras e fonoaudiólogos”
10 de Janeiro de 2014

A matéria publicada na Folha de São Paulo/ Equilíbrio e Saúde expõe a divergência, entre pediatras e fonoaudiólogos, sobre a obrigatoriedade do teste que detecta a presença de alteração no frênulo lingual(membrana que conecta a língua ao assoalho da boca).A presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, Dra.Irene Marchesan explica algumas vantagens do teste a ser realizado nas maternidades: evitar dificuldades de sucção(no bebê recém nascido) e alterações na fala durante o desenvolvimento. Os pediatras Eduardo Vaz – presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria e Mário Roberto Hirschheimer – presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo, são contra a aprovação da lei. Para eles tornar o teste obrigatório poderia contribuir para realização de cirurgias desnecessárias.

Concordo com Dra. Irene Marchesan quando afirma que o “corte” no frênulo deve ser feito o quanto antes, caso contrário “a fala nunca vai ficar perfeita”. Realmente, como ela afirma no final da matéria, os médicos negam a relação entre dificuldades funcionais(fala, mastigação, sucção) e necessidade de cirurgia no frênulo lingual nos bebês, “porque não precisam lidar, anos mais tarde, com problemas de fala irreversíveis apresentados por crianças e adultos” Atualmente, inúmeras pesquisas de fonoaudiólogos brasileiros confirmam os benefícios da aplicação do “Teste da Linguinha” e, quando necessária, a realização da cirurgia, que irá possibilitar ampla movimentação da língua nas funções orofaciais – sucção, mastigação, deglutição e fala. Acesse o link para ler a matéria publicada.

“Anti expressionismo – Exagero na plástica e no botox dificultam a identificação de emoções no rosto de atores de novelas”
22 de novembro de 2011

Essa foi a manchete da Folha Ilustrada do dia 20/11/2011, que ouviu opinião de dois médicos e um diretor de teatro sobre o assunto. Para o cirurgião plástico, Dr. Carlos Alberto Komatsu, “é o exagero na intervenção estética que prejudica a expressão – faz surgir a cara congelada”. A dermatologista Ligia Kogos afirma que “botox e cirurgia plástica são aliados da arte dramática na TV porque atenua o histrionismo dos atores”. O fundador do Teatro Oficina, José Celso Martinez Corrêa, discorda dos dois entrevistados. Para ele, a plástica pode aproximar a expressão das intérpretes brasileiras daquelas vistas no teatro japonês – kabuki (semelhante a uma máscara).

Penso, então, que uma conduta equilibrada é a melhor opção para a questão do envelhecimento/rejuvenescimento : o equilíbrio de movimento das cadeias musculares da face e do corpo, somados à adequação da voz/fonação. Esse equilíbrio pode ser alcançado, sendo você ator ou não, por meio da terapia de Fonoaudiologia Estética Facial. Ao controlar as contrações exageradas dos músculos da mímica facial e aprender a modular/projetar a voz você terá melhor expressividade e uma atenuação das rugas e sinais do envelhecimento.

Ronco e apneia do sono – o que a Rede Globo não te contou…
17 de outubro de 2011

Esta semana, o ronco e apneia foram temas de duas reportagens: uma no programa Globo Repórter (“Associada ao ronco, apneia do sono sobrecarrega o coração” – 14/10/2011) da Rede Globo e a outra, na revista Saúde é Vital (“Dê um basta à sinfonia noturna”- outubro 2011). Nas duas reportagens foram abordados os malefícios do ronco e apneia para o nosso organismo: hipertensão arterial, lapsos de memória, diminuição da libido, arritmia entre outros. As matérias da TV e revista, também apresentam as várias possibilidades de tratamento.

PARA MEU ESPANTO, PORÉM, EM NENHUMA REPORTAGEM FOI SEQUER CITADA A TERAPIA MIOFUNCIONAL OROFACIAL – PROPOSTA DA FONOAUDIOLOGIA PARA O TRATAMENTO DO RONCO E APNEIA!!!!!!

Não há dúvida que os tratamentos citados nas reportagens são eficazes e os mais difundidos na mídia:  • manutenção de atividade física ( elimina o excedente de peso, que pode estar associado ao distúrbio e melhora o padrão do sono)   •o uso do CPAP(aparelho para manter pressão positiva contínua nas vias aéreas – padrão ouro no tratamento da apneia grave, “quando não resolvida com mudanças de hábito”)   •e, citado apenas na Saúde é Vital, a postura adequada (deitar de barriga para cima);  o uso de aparelho intraoral e a cirurgia (quando há defeito anatômico).

O que não foi comentado é que o TRATAMENTO FONOAUDIOLÓGICO tem eficácia comprovada para casos leves (com índice de apneia e hipopneia (IAH) de 5 a 15 apneias por hora ) e moderados (com IAH de 15 a 30 apneias por hora). Pode-se diminuir em até 40% a gravidade da apneia e diminuir a intensidade e frequência do ronco. A proposta FONOAUDIOLÓGICA é simples, não invasiva sendo baseada em exercícios miofuncionais orais de fácil execução. A avaliação e atendimento de indivíduos com distúrbio do sono deveria ser sempre realizada por uma equipe que inclui o fonoaudiólogo, o médico (otorrinolaringologista, pneumologista) e o ortodontista. Juntos podem sugerir condutas que melhor contemplam cada paciente de forma individualizada.

Lançamento do livro Saúde e Rejuvenescimento – você saudável por dentro e por fora
3 de outubro de 2011

“Saúde e Rejuvenescimento” foi lançado no dia 03 de outubro de 2011, na Livraria da Vila da Al. Lorena, em São Paulo. O livro foi organizado por mim e a Fga. Silvia Manzi. Contamos com a colaboração de vários profissionais que compartilharam seus conhecimentos sobre Saúde e Rejuvenescimento. No texto que se segue, uma apresentação do conteúdo e dos colaboradores:

Podemos assistir à passagem do tempo passivamente, ou atuar contra ela adotando hábitos que podem retardar o envelhecimento. Com esse livro pretendemos apresentar algumas abordagens que têm como meta o rejuvenescimento e a saúde, condensando conhecimentos fundamentais de áreas correlatas – fonoaudiologia, nutrição, educação física, odontologia estética, ortodontia, dermatologia e acupuntura estética. Na nossa rotina clínica como fonoaudiólogas atuando em estética, sempre encaminhamos nossos clientes para outros tratamentos relacionados à terapia de Fonoaudiologia Estética Facial, pela importância que os cuidados com a pele, alimentação, prática de exercícios físicos e saúde oral têm para saúde em geral. A idéia é compartilhar com você, leitor, a existência de alguns tratamentos que têm como objetivo atenuar o envelhecimento, para que você mesmo possa descobrir suas necessidades individuais. Pretendemos revelar, a leigos e acadêmicos, em uma linguagem fluida, a importância e a efetividade do trabalho desenvolvido por equipes interdisciplinares. Você vai se beneficiar com a leitura desse livro! Aproveite as informações e as dicas fáceis de serem adotadas, propostas por cada especialista.

Sua leitura começa com as informações sobre como atenuar as rugas e sinais de expressão, por meio da reorganização do dinamismo da musculatura orofacial, proposta pela Fonoaudiologia Estética Facial. Na sequência, as nutricionistas Tânia Rodrigues e Heloisa Guarita Padilha, diretoras técnicas da RG Nutri Identidade em Nutrição, darão dicas para você manter uma alimentação equilibrada. Os preparadores físicos, Mario Sergio Andrade Silva, Renato Dutra e Marcus Vinicius Teixeira, respectivamente, diretor técnico, supervisor técnico e treinador da Run & Fun Assessoria Esportiva, vão relatar os benefícios alcançados com a prática de exercícios físicos. A odontóloga especialista em dentística restauradora, Ivany Kabbach, sócia diretora da Smile Again Odontologia Estética, descreverá os procedimentos utilizados pela odontologia para modificar a estética oral e facial.

No capítulo escrito pela ortodontista e ortopedista facial, Nelly Tichauer Sanseverino, diretora da Odontologia Sanseverino – Reabilitação Orofacial, você conhecerá diferentes tipos de tratamentos para a correção das posições dentárias (ortodontia) e para o adequado desenvolvimento das estruturas ósseas da face (ortopedia funcional dos maxilares). Com as dermatologistas Samantha Neves e Taiz Pereira Dozono de Almeida Campbell, da Clínica Dermatológica Samantha Neves você obterá informações sobre os benefícios da aplicação de toxina botulínica, uso de laser, preenchimentos, peelings e cremes indicados especificamente para seu tipo de pele. No último capítulo deste livro, você vai saber como a acupuntura está sendo usada para redução das rugas faciais. É o que será relatado por Andrea de Oliveira Lima, médica anestesiologista e especialista em Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura.

Ao final da leitura deste livro, você terá uma visão geral de cada uma das especialidades e como alcançar uma aparência jovem e saudável por mais tempo! Boa leitura! Silvia Manzi e Yasmin Frazão

Fonoaudiologia estética: tudo o que você precisa saber
10 de novembro de 2010

Na entrevista a seguir, as fonoaudiólogas Yasmin Frazão e Silvia Manzi esclarecem as principais dúvidas sobre a fonoaudiologia estética: a nova forma natural e não invasiva de atenuar as rugas.

1. Há quanto tempo existe a fonaudiologia estética e em que países ela é mais praticada.

Yasmin e Silvia: No Brasil existe há 12 anos. Desconhecemos se existe esse mesmo trabalho em outros países. Aqui no Brasil, algumas fisioterapeutas cuidam da estética, mas o enfoque é diferente do praticado na fonoaudiologia. O foco da terapia fonoaudiológica está na reorganização funcional dos músculos da face, trabalhando principalmente as funções orais (fala, deglutição, respiração), enquanto que o da fisioterapia é voltado para o fortalecimento dessa musculatura, sem a preocupação específica com as funções orofaciais.

2. Pode-se dizer que é a fonoaudiologia estética é uma nova forma de tratamento contra as rugas?

Yasmin e Silvia: Pode-se dizer que é uma nova forma de atenuar as rugas. O trabalho na fonoaudiologia estética facial não visa erradicar sinais do envelhecimento, mas atenuá-los e evitar que novos sinais se formem.

3. Como é o tratamento de fonoaudiologia estética?

Yasmin e Silvia: A duração do tratamento é de cerca de 12 sessões de 60 minutos cada. Nessas sessões, o cliente aprende a fazer exercícios, massagens, mudanças de hábitos de fala, mastigação, deglutição e respiração. Os exercícios e massagens são integrados à rotina diária do cliente (por exemplo, fazer massagens ao passar os cremes pela manhã e à noite; mastigar um determinado alimento, da forma correta já trabalhada, durante uma das refeições do seu dia) e devem ser feitos diariamente. Alguns desses exercícios serão abolidos quando o cliente aprender o novo padrão de fala e da mímica facial. Outros – como as massagens faciais – deverão ser feitos sempre.

4. Que tipo de exercícios são feitos?

Yasmin e Silvia: alongamentos e tonificação da musculatura facial; exercícios para o controle do padrão de mastigação, deglutição e fala e massagens para tonificar a pele.

5. Qual a diferença entre fonaudiologia estética facial e ginástica facial.

Yasmin e Silvia: A Fonoaudiologia estética não é ginástica facial. A proposta terapêutica é para que haja mudança nos padrões funcionais de movimentação da musculatura da mímica facial e da que participa das funções de mastigação, deglutição e fala. Acreditamos que os exercícios comumente chamados de ginástica facial – repetição de um mesmo movimento com determinados grupos musculares da face – têm efeito limitado para atenuar os sinais de envelhecimento, tendo-se em vista que podem apenas aumentar a contração dos músculos exercitados, porém não reorganizam a movimentação funcional dos grupos musculares da face. Estes grupos musculares devem atuar de forma integrada, ou seja, enquanto alguns músculos se contraem em determinadas funções e expressões, outros deverão permanecer relaxados ou apenas manter o tônus, sem contração. Procuramos, assim, o reequilíbrio e a reorganização do dinamismo muscular.

6. Quais os resultados do tratamento?

Atenuação das rugas nas regiões da testa, canto dos olhos, sulco nasogeniano (bigode chinês); melhora no contorno da face; diminuição do “papo”; pele mais viçosa. Em alguns casos, a mudança é bem evidente, em outros, ela é suave, porém sempre se revela na face um rejuvenescimento.

7. A partir de quanto tempo é possível perceber os primeiros resultados?

Aproximadamente, a partir da oitava semana de atendimento.

8. Qual a diferença entre a fonoaudiologia estética e a cirurgia plástica?

As duas áreas são complementares, porém a principal diferença é que a abordagem fonoaudiológica é um procedimento natural, não invasivo. Na cirurgia plástica há o reposicionamento de estruturas, músculos, pele. Na fonoaudiologia estética, reorganizamos a dinâmica muscular, o que se reflete na pele.

9. Qual a idade ideal para se iniciar o tratamento?

O tratamento também é preventivo. Sendo assimdeve ser iniciado tão logo se observe uso inadequado, exagerado na mímica facial e funções orofaciais. Na nossa experiência clínica, já atendemos jovens de 25 anos que apresentavam alterações nessas funções, com a formação de rugas precoces.

 

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br

Fonoaudiólogas dão dicas para o rejuvenescimento
10 de agosto de 2010

Yasmin Frazão e Silvia Manzi

A fonoaudiologia estética facial é o mais novo tratamento não invasivo no combate ao envelhecimento do rosto, indicado para homens e mulheres. Atua nos músculos da mímica da face, fala, mastigação e deglutição para atenuar as marcas de expressão. A fonoaudiologia estética facial é diferente da ginástica facial, em que um mesmo movimento é repetido com determinados grupos musculares da face.

A fonoaudiologia estética facial propõe uma terapêutica funcional em que os novos padrões de movimentação serão realizados nas atividades de vida diária – por exemplo, durante as refeições e a comunicação. O resultado do tratamento é a suavização de rugas e marcas de expressão e a melhora na definição de contornos, que contribuem para o rejuvenescimento do rosto e do pescoço.

Silvia e Yasmin consideram importante ressaltar, que além dos recursos aprendidos na terapia – massagens, alongamentos e exercícios musculares – o cliente deverá ficar atento a alguns cuidados básicos, para que os efeitos possam ser potencializados. As fonoaudiólogas lembram que rejuvenescimento e saúde caminham juntos. ”A prática de exercícios físicos e a alimentação balanceada são fatores fundamentais, que se revelam na face”, afirma Silvia.

Segundo Yasmin, cuidados com a saúde bucal (restauração de dentes, oclusão ajustada), com a visão (revisão frequente dos óculos de grau, uso de óculos de sol) e manutenção de sono reparador favorecem a atenuação de rugas e sinais de envelhecimento ao redor dos lábios e dos olhos.

Ressaltam, também, que cuidados com a pele devem ser mantidos. A exposição solar exagerada, o hábito de fumar e a ingestão de álcool em excesso precisam ser evitados. Além disso, o estresse e as alterações de humor podem carregar a expressão facial, com contrações constantes que geram rugas acentuadas, esclarecem as fonoaudiólogas.

Portanto, a correção da mímica facial exagerada e dos hábitos de movimentação inadequados – que será realizada na terapia fonoaudiológica – deve vir atrelada aos cuidados citados. Por isso, além da fonoaudióloga, é importante procurar orientações com dermatologista, nutricionista, odontólogo e preparador físico. Assim, certamente, a aparência saudável e jovial será mantida por muito mais tempo.

 

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br

Acredite: mastigar certo rejuvenesce!
13 de junho de 2010

Yasmin Frazão e Silvia Manzi

“Através da mudança na movimentação dos músculos envolvidos nas funções de mastigação, deglutição, fala e mímica facial, é possível atenuar rugas e sinais de expressão”. Quem garante são as fonoaudiólogas Silvia Manzi e Yasmin Frazão, que trabalham há quase trinta anos na área clínica e agora se dedicam à Fonoaudiologia Estética Facial, a nova alternativa para promover o rejuvenescimento facial. As profissionais explicam, a seguir, como mastigar e engolir de forma inadequada pode provocar o aparecimento de rugas.

“De maneira geral, obtemos um padrão mais adequado de mastigação, quando alternamos a colocação do alimento, ora do lado direito ora do esquerdo, posteriormente nos molares”, explica Yasmin. “Com isso alcançamos um equilíbrio na contração da musculatura envolvida, no desgaste simétrico dos dentes e um estímulo proporcional das articulações temporomandibulares”, continua.

“Porém, pesquisas atuais, concluíram que a maioria das pessoas tem preferência mastigatória por um dos lados. Nesses casos, encontramos maior força e contração muscular do lado preferencial e menor do lado oposto, podendo-se visualizar, inclusive, uma assimetria facial”, conta Silvia.

“Também na hora de engolir, encontramos inadequações. A maioria das pessoas faz contrações com os lábios para compensar a movimentação inadequada da língua, a diminuição de fibras musculares, a diminuição gordura facial e a reabsorção óssea.

Essas contrações musculares inadequadas, realizadas com muita freqüência e intensidade, determinam sobre a pele pregas e sulcos perpendicularmente ao sentido das fibras musculares, revelando traços de envelhecimento em faces que, muitas vezes, ainda são jovens”, ensina a dupla.

Como equilibrar a contração muscular e diminuir as rugas?

“Inicialmente, o trabalho proposto na Fonoaudiologia Estética Facial é a conscientização das contrações musculares inadequadas e exageradas enquanto mastigamos e engolimos”, explica Yasmin.

“O passo seguinte é promover o equilíbrio através de alongamento dos músculos envolvidos nessas funções, da mudança do padrão de movimentação e de massagens que vão melhorar a irrigação e oxigenação da pele”, ensina Silvia.

“O cliente vai aprender a utilizar de forma harmônica os dois lados da face durante a mastigação e, ao engolir, usar primordialmente a força de contração na língua em substituição ao apertamento labial. Para que esse padrão se torne automático, é necessária a repetição consciente várias vezes ao dia, durante as refeições e lanchinhos. Com esse trabalho, as rugas faciais serão atenuadas e alcançaremos uma simetria facial”, conta da dupla de profissionais.

Portanto, atenção na hora da mastigação! Nesse momento você também pode investir em seu rejuvenescimento!

 

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br

Rejuvenesça controlando a mímica facial
25 de Maio de 2010

Yasmin Frazão e Silvia Manzi

A Fonoaudiologia Estética Facial é a nova alternativa para promover o rejuvenescimento facial. As fonoaudiólogas Silvia Manzi e Yasmin Frazão, que trabalham há quase trinta anos na área clínica, afirmam que através da mudança na movimentação dos músculos envolvidos nas funções de mastigação, deglutição, fala e mímica facial, é possível atenuar rugas e sinais de expressão.

O controle da mímica facial é um dos aspectos trabalhados na terapia fonoaudiológica com enfoque em estética. Assim como a alegria, as manifestações de tristeza, raiva e de surpresa ficam estampadas em nosso rosto em função da contração dos músculos responsáveis pela mímica facial. O envelhecimento e a repetição desses movimentos faciais favorecem o aparecimento das linhas de expressão e de rugas.

A Fonoaudiologia Estética não é ginástica facial. “Acreditamos que os exercícios conhecidos como ginástica facial – repetição de um mesmo movimento com determinados grupos musculares da face – tem efeito limitado para atenuar os sinais de envelhecimento”, explica Yasmin. De acordo com as fonoaudiólogas, esses exercícios apenas aumentam a contração dos músculos faciais, porém não reorganizam sua movimentação de forma funcional. “Na abordagem fonoaudiológica, procuramos reequilibrar as contrações dos músculos faciais ao usá-los para falar. Com isso, além da movimentação facial ficar mais harmônica, evitamos e/ou atenuamos as rugas e sinais de expressão”, complementa Silvia.

COMO FUNCIONA.

O passo inicial para o controle da mímica facial é a conscientização das contrações musculares inadequadas e exageradas enquanto falamos. Os grupos musculares da face devem atuar de forma integrada: enquanto alguns se contraem, outros deverão permanecer relaxados. “As expressões faciais sempre estarão presentes, o que não podemos fazer é exagerar nas contrações para não marcar a pele”, explicam as fonoaudiólogas.

Além da conscientização, recursos como alongamento e inibição muscular também são utilizados. Mudanças na entonação vocal, em substituição ao uso exagerado dos músculos faciais durante a fala, complementam o trabalho muscular.

O resultado é uma face mais jovem, com suavização de rugas e uma comunicação oral mais eficiente, levando o ouvinte a prestar mais atenção ao conteúdo do que você diz, e não às caretas que você faz.

 

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br

Fonoaudiologia a favor do rejuvenescimento
9 de Março de 2010

Yasmin Frazão e Silvia Manzi

A fonoaudiologia estética facial é o mais novo tratamento não invasivo no combate ao envelhecimento do rosto. Ao contrário da ginástica facial, atua nos músculos da fala e mímica da face, mastigação e deglutição para atenuar as marcas de expressão. Conheça o trabalho de duas fonoaudiólogas que testaram, aprovaram e estão aplicando o tratamento.

Depois de trabalhar por quase trinta anos na área clínica e com um respeitável currículo que inclui atendimentos em consultórios e aulas em universidades, as fonoaudiólogas Yasmin Frazão e Silvia Manzi decidiram enveredar pela fonoaudiologia estética. Começaram testando os recursos técnicos da área. “Eu gostaria de envelhecer com uma aparência saudável, sem fazer uso de cirurgias ou métodos invasivos, por isso, resolvi apostar no tratamento”, explica Yasmin. E os resultados surpreenderam! “Pude notar um alívio da expressão dos olhos e até o desaparecimento de pequenas rugas”, conta Silvia. Após um curso de aperfeiçoamento, as profissionais começaram a aplicar a fonoaudiologia estética facial em seus clientes.

O tratamento consiste em exercícios para alongar e tonificar a musculatura facial, controlar o padrão de mastigação, deglutição e fala e massagens para deixar a pele mais viçosa. Os exercícios e massagens são simples e integrados à rotina diária do cliente como: fazer massagens ao passar os cremes pela manhã e à noite, ou mastigar um determinado alimento, de forma correta, durante uma das refeições do dia. Alguns desses exercícios serão abolidos quando o cliente aprender o novo padrão de fala e mímica facial. Outros – como as massagens faciais – deverão ser feitos por toda a vida.

A fonoaudiologia estética facial é diferente da ginástica facial, em que um mesmo movimento é repetido com determinados grupos musculares da face e tem efeito limitado para atenuar os sinais de envelhecimento. “Nós reorganizamos a movimentação funcional dos grupos musculares da face e trabalhamos principalmente as funções orais (fala, mastigação, deglutição e respiração)”, explica a dupla de profissionais.

O resultado do tratamento é a suavização de rugas e marcas de expressão e a melhora na definição de contornos, que contribuem para o rejuvenescimento do rosto e do pescoço. E o melhor: a manutenção de uma aparência rejuvenescida por mais tempo.

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br

Fonoaudiologia – uma nova alternativa para o rejuvenescimento
26 de setembro de 2009

Fga. Yasmin Frazão

Alegria, tristeza, preocupação, surpresa. Essas são algumas das emoções que expressamos pela mímica facial, durante a comunicação, contraindo diferentes grupos musculares faciais. Se a freqüência e intensidade dessas contrações musculares forem exageradas, maior será a possibilidade de aparecimento de rugas e linhas de expressão, que somadas às consequências da idade e das agressões externas (mudanças bruscas de temperatura, poluição, fumo, álcool e sol), acentuam o envelhecimento natural.

Além da mímica facial, as alterações na respiração, mastigação e deglutição também podem contribuir para o envelhecimento. A forma como os músculos faciais são usados nessas funções tem papel importante no restabelecimento do rejuvenescimento facial. A contração muscular exagerada e inadequada pode estar presente nas diversas funções orais que executamos diariamente, ocasionando o aparecimento de rugas ao redor da boca, dos olhos, na testa e no pescoço.

A ação do tratamento se dá pela reorganização dos grupos musculares utilizados na comunicação e nas funções de mastigação e deglutição. Como resultado obtém-se suavização de rugas e marcas de expressão e a melhora na definição de contornos que contribuem para o rejuvenescimento do rosto e do pescoço.

A Fonoaudiologia Estética Facial não deve ser confundida com a ginástica facial. O trabalho fonoaudiológico é diferente da ginástica facial, em que a ênfase está na repetição de um mesmo movimento com determinados grupos musculares da face, sem o objetivo de promover uma movimentação funcional.

Para alcançar o sucesso no programa de Fonoaudiologia Estética Facial, além das massagens e exercícios musculares que devem ser realizados diariamente pelo cliente, é importante que outros aspectos sejam avaliados, a saber, a adequação dos hábitos alimentares, a manutenção de atividades físicas e os cuidados com a pele e com a saúde dos dentes. Sendo assim, cabe ao fonoaudiólogo realizar os encaminhamentos para as diversas clínicas médicas – Nutrição, Endocrinologia, Dermatologia, Odontologia, Cirurgia Plástica, de acordo com as necessidades de cada caso.

Metas que podem ser alcançadas com a terapia fonoaudiológica para minimizar as rugas e sinais de expressão.

Minimizar ou eliminar o uso de mímica facial exagerada ou inadequada;
Promover o fortalecimento muscular;
Adequar os movimentos utilizados nas diversas funções orais;
Adequar os padrões respiratórios e posturais proporcionando ao indivíduo sensação de bem estar geral e satisfação.
Melhorar a irrigação sanguínea e oxigenação da pele, tornando-a mais viçosa.

Após a avaliação, o paciente realiza sessões com duração de aproximadamente 40 minutos cada. A mudança de hábitos e de padrões de movimentos faciais é feita gradativamente até que sejam incorporados no seu dia-a-dia.

A Fonoaudiologia Estética Facial vem somar-se a outras abordagens em estética favorecendo indivíduos que estejam preocupados com a qualidade de vida, com a beleza e que dêem preferência a métodos naturais, indolores e não invasivos.

Fonoaudiologia Estética Facial e Nutrição: a conquista de uma expressão facial jovem e saudável
10 de junho de 2009

Yasmin Frazão

Qualidade de vida = Qualidade da pele

O desejo de mantermos uma boa saúde, uma aparência jovem e saudável é alcançado, em grande medida, por meio de uma alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos. O mesmo podemos dizer com relação à pele: uma pele bonita e viçosa depende da ingestão de alimentos ricos em nutrientes e antioxidantes (Perricone, N. 2001), da vascularização e tonificação muscular.

A Fonoaudiologia Estética Facial alia-se a outras áreas relacionadas diretamente com Estética, como a Nutrição, Odontologia, Dermatologia, Cirurgia Plástica e destina-se a homens e mulheres que procuram a prevenção, a saúde e o bem-estar e para aqueles que já apresentam os sinais de envelhecimento.

Sua meta principal é obter a suavização de rugas e marcas de expressão e a melhora na definição de contornos que contribuem para o rejuvenescimento do rosto e do pescoço. Esta meta é atingida pela reeducação dos movimentos dos músculos faciais nas funções de comunicação, mastigação e deglutição.

A associação de um plano alimentar equilibrado e de atividades físicas adequadas, concomitantemente à realização de massagens e exercícios musculares faciais, orientados pelo fonoaudiólogo, potencializará os resultados terapêuticos promovendo uma expressão facial jovem e saudável, assim como um bem estar geral.