Rejuvenesça controlando a mímica facial
25 de Maio de 2010

Yasmin Frazão e Silvia Manzi

A Fonoaudiologia Estética Facial é a nova alternativa para promover o rejuvenescimento facial. As fonoaudiólogas Silvia Manzi e Yasmin Frazão, que trabalham há quase trinta anos na área clínica, afirmam que através da mudança na movimentação dos músculos envolvidos nas funções de mastigação, deglutição, fala e mímica facial, é possível atenuar rugas e sinais de expressão.

O controle da mímica facial é um dos aspectos trabalhados na terapia fonoaudiológica com enfoque em estética. Assim como a alegria, as manifestações de tristeza, raiva e de surpresa ficam estampadas em nosso rosto em função da contração dos músculos responsáveis pela mímica facial. O envelhecimento e a repetição desses movimentos faciais favorecem o aparecimento das linhas de expressão e de rugas.

A Fonoaudiologia Estética não é ginástica facial. “Acreditamos que os exercícios conhecidos como ginástica facial – repetição de um mesmo movimento com determinados grupos musculares da face – tem efeito limitado para atenuar os sinais de envelhecimento”, explica Yasmin. De acordo com as fonoaudiólogas, esses exercícios apenas aumentam a contração dos músculos faciais, porém não reorganizam sua movimentação de forma funcional. “Na abordagem fonoaudiológica, procuramos reequilibrar as contrações dos músculos faciais ao usá-los para falar. Com isso, além da movimentação facial ficar mais harmônica, evitamos e/ou atenuamos as rugas e sinais de expressão”, complementa Silvia.

COMO FUNCIONA.

O passo inicial para o controle da mímica facial é a conscientização das contrações musculares inadequadas e exageradas enquanto falamos. Os grupos musculares da face devem atuar de forma integrada: enquanto alguns se contraem, outros deverão permanecer relaxados. “As expressões faciais sempre estarão presentes, o que não podemos fazer é exagerar nas contrações para não marcar a pele”, explicam as fonoaudiólogas.

Além da conscientização, recursos como alongamento e inibição muscular também são utilizados. Mudanças na entonação vocal, em substituição ao uso exagerado dos músculos faciais durante a fala, complementam o trabalho muscular.

O resultado é uma face mais jovem, com suavização de rugas e uma comunicação oral mais eficiente, levando o ouvinte a prestar mais atenção ao conteúdo do que você diz, e não às caretas que você faz.

 

Jornalista responsável: Sandra Nedopetalski
snedo@terra.com.br